Conheça quem está

por trás dos posts

Oi! Meu nome é Dana, pois para escrever essas palavras tenho 38 anos.
Mãe de dois lindos filhos e casada com um charmoso brasileiro.

Nasci e cresci em Tel Aviv Israel e me mudei para SP quando tinha 26 anos. Não me pergunte por que :)

Desde que nasci eu era a criança "diferente" da classe.

A menina que estava faltando dias de escola e sempre doente.
Por tantos anos fui chamada de fraca, mimada, sensível demais (alguém pode ser sensível demais?) que comecei a acreditar que há algo errado comigo.

aos 18 anos, desenvolvi síndrome da fadiga crônica, depressão, síndrome bipolar e a lista é longa...

Praticamente sozinha em um mundo sem Instagram e redes sociais (ainda), aprendi a esconder minhas fraquezas e fazer uma cara feliz e "saudável". Acreditando que se ninguém souber que algo está "errado" comigo, poderei alcançar o sucesso.

Eu costumava ter um "crush" nos finais de semana...

Há alguns anos, algum tempo depois do nascimento do meu segundo filho, minha saúde piorou a tal ponto que até mesmo levantar a cabeça me causava tanta dor e cansaço, que eu só conseguia ficar na cama.

Uma amiga recomendou que eu assistisse ao documentário "Unrest" de Jennifer Brea sobre a síndrome da fadiga crônica.
Esta foi a primeira vez que vi alguém falando sobre sua condição crônica em público!

Graças ao filme encontrei comunidades online e outras pessoas inspiradoras que, sem nenhuma vergonha, falaram abertamente sobre sua vida com doenças crônicas.

pela primeira vez, não me senti sozinha, havia mais pessoas que são como eu!

Não muito tempo depois, recebi meu diagnóstico de Síndrome de Ehlers Danlos (muito obrigado aos blogs e grupos) e decidi dedicar meu tempo a ajudar outras pessoas com condições crônicas.

Ajudar a obter o seu diagnóstico, a gerir o seu estilo de vida com a sua condição, ajudar a divulgar a informação e com isso minimizar os preconceitos e a vergonha que ainda rondam as doenças crónicas.

Assim nasceu meu blog, primeiro só no Instagram e agora aqui, em página própria

Bem-vindo ao universo da Eu Soul - onde você é muito mais do que sua doença crônica - você é uma alma, um universo.

 

Neshikot (Beijos em hebraico) ,

Dana Steinberg 

2.png